Pedra na vesícula biliar

pedra na vesícula biliar

O que é:

“Pedra” é depósito endurecido do líquido digestivo que pode se formar no interior da vesícula biliar. Pedra na vesícula biliar também é conhecida como cálculo ou colelitíase. A vesícula biliar é um órgão em formato de pera localizado no lado direito do abdome, logo abaixo do fígado. A vesícula contém um fluido digestivo que é liberado para o intestino delgado.

Pedras podem variar em tamanho desde um grão de areia a uma bola de ping pong. Algumas pessoas desenvolvem apenas um cálculo, enquanto outras desenvolvem vários cálculos ao mesmo tempo.

Pessoas com sintomas devido cálculos podem necessitar de remoção cirúrgica da vesícula. Pedras que não causam nenhum sinal ou sintomas podem não necessitar de cirurgia.

Em qual médico ir para descobrir pedra na vesícula

dr emanuel almino médico radiologista

Uma das principais ferramentas de avaliação e busca de pedra na vesícula biliar é através da ultrassonografia do abdome superior ou abdome total. Realize seu exame de ultrassom com Dr. Emanuel Almino e faça sua avaliação diagnóstica particular no Crato.

Alguns depoimentos

Sintomas de cálculo

pessoa com crise de pedra na vesícula

Á princípio, a maioria dos cálculos podem não causar sintomas. Entretanto, quando os cálculos se tornam maiores ou quanto ele começam a obstruir os ductos biliares, sintomas ou crise podem surgir. Crises por pedra na vesícula biliar frequentemente acontecem após uma refeição gordurosa e à noite. Os sintomas listados são os mais comuns. Porém cada indivíduo pode ter sintomas diferentes.

  • Dor intensa e persistente na parte superior do abdome que fica forte rapidamente e que dura de 30 minutos a várias horas.
  • Dor nas costas entre as escápulas.
  • Dor no ombro direito.
  • Náusea.
  • Azia.
  • Vômitos.
  • Febre.
  • Icterícia (pele e olhos amarelados).
  • Inchaço abdominal.
  • Intolerância a alimentos gordurosos.
  • Eructação (“arrotos”) e gases.
  • Indigestão.
  • Dor intensa e persistente na parte superior do abdome que fica forte rapidamente e que dura de 30 minutos a várias horas.
  • Dor nas costas entre as escápulas.
  • Dor no ombro direito.
  • Náusea.
  • Vômitos.
  • Febre.
  • Icterícia (pele e olhos amarelados).
  • Inchaço abdominal.
  • Intolerância a alimentos gordurosos.
  • Eructação (“arrotos”) e gases.
  • Indigestão

Outros sintomas

Algumas pessoas não apresentam nenhum sintoma. Esses cálculos são chamados de “silenciosos”, porque não interferem com o funcionamento da vesícula, fígado, pâncreas e não necessitam de tratamento na maioria das vezes.

Os sintomas de pedras também podem simular outras condições médicas como ataque cardíaco, apendicite, úlceras, síndrome do intestino irritável, hérnia de hiato, pancreatite ou hepatite.

Quando procurar o médico

Você deve procurar o seu médico quando aparecer sinais e sintomas que lhe tragam preocupação. Alguns sintomas, quando associados aos sintomas tradicionais, exigem que você procure o médico imediatamente:

  • Suor
  • Tremores
  • Febre
  • Olhos e peles amarelados
  • Fezes acinzentadas

Dr. Emanuel Almino é médico especialista em Radiologia e Diagnóstico por Imagem. Para investigar pedra na vesícula, realize seu exame de ultrassom com Dr. Emanuel Almino e faça sua avaliação diagnóstica particular no Crato.

Fatores de risco

Seguem abaixo 14 fatores que aumentam o risco de cálculos:

  • Sexo feminino.
  • Idade acima de 40 anos.
  • Obesidade ou estar acima do peso.
  • Sedentarismo.
  • Gravidez.
  • Dieta com alto teor de gordura.
  • Dieta com alto tero de colesterol.
  • Dieta pobre em fibras.
  • História familiar de cálculos.
  • Diabetes.
  • Desordens sanguíneas como anemia falciforme ou leucemia.
  • Perder peso muito rápido.
  • Medicações que contém estrógeno, como contraceptivos orais.
  • Ter gordura no fígado.

Vídeo informativo sobre riscos de pedra na vesícula

Link externo (em inglês)

https://www.nhs.uk/conditions/gallstones/

Contato – Crato

Clique tel
Clique zap

Posts Similares